O que fazer em Goiânia em 2 dias: A capital de Goiás

O que fazer em Goiânia em 2 dias: A capital de Goiás

Aqui compartilho com vocês o meu roteiro de o que fazer em Goiânia em 2 dias de viagem na capital de Goiás! Esse destino fez parte de uma trip maior, onde passei por Brasília e Pirenópolis e no final Goiânia! Em breve tem um post aqui no blog com esse roteirão todo completo…

Confesso que esperava mais opções turísticas, afinal, é a capital de um Estado…Mas aqui nestes dois dias consegui conhecer algumas das atrações que eu tinha escolhido. Ah, essa viagem aconteceu em junho desse ano.

E aqui nesse post compartilho não só o roteiro, mas sugestão de hospedagem, como fazer o trajeto de ônibus e o total dos meus gastos na cidade também.  Aliás, os gastos estão na minha planilha e você pode baixar para planejar sua viagem também, aproveite!

Onde fica Goiânia

Goiânia fica na capital do Estado de Goiás, é uma cidade recente, foi fundada em 1933 e se tornou a capital do Estado, a primeira cidade como era a Cidade de Goiás.O fundador da cidade se chama Pedro Ludovico, e aqui no roteiro tem também um museu contando mais dessa história. 

A cidade é conhecida como capital verde o Brasil e figura entre as cidades com melhor índice de qualidade de vida do país. A taxa de arborização dela é de 89,3% no mapeamento do IBGE, e por isso conhecida como cidade verde.

A cidade é verde, mas com o sol do Cerrado o calor também é bem presente. Eu fui no inverno, e ainda assim passei calor né, pelo menos de dia…

Como Chegar em Goiânia

Como ir de Pirenópolis a Goiânia de ônibus

Para chegar em Goiânia, eu sai da cidade de Pirenópolis. Como adiantei lá no início do post, estive em Piri e fiz o trajeto de ônibus de Pirenópolis  a Goiânia de ônibus em detalhes para você se planejar ao fazer esse trecho.

Uma coisa legal também que descobri fazendo o trajeto, é que ir de Piri a Anápolis tem mais opções de transportes ao sair de Anápolis a Goiânia. Dá uma conferida lá no post completo da experiência.

Onde se hospedar em Goiânia

Onde se hospedar

Minha escolha de hospedagem para ficar em Goiânia foi baseada no preço, fui buscando uma opção mais em conta para ficar na cidade, na verdade em toda essa trip o fator determinante era o preço rs

Fiquei no Hotel La Rocca em Goiânia, ele faz parte da franquia da OYO, então tem um padrão mínimo para se hospedar confortavelmente. O quarto tem cama de casal, ar condicionado, banheiro no quarto, chuveiro elétrico e TV a cabo. 

Tem valores a partir de R$89 a diária, mas não inclui café da manhã. Comparei em outras plataformas antes de reservar, mas achei o melhor preços nas datas que escolhi pelo Hotel Urbano e fiz a reserva.

O que fazer em Goiânia em 2 dias

Esse roteiro com opções de o que fazer em Goiânia, tem muitos desses trajetos a pé. Aqui acima mostrei minha hospedagem, e achei a localização boa, com ela fiz os trechos centrais da cidade andando e com isso consegui economizar bastante de transporte.

O roteiro foi bem econômico, e selecionei os lugares mais relevantes e que eu mais quis conhecer da cidade. Confira os pontos turísticos:

Bosque dos Buritis

Bosque dos Buritis

Esse é o parque mais antigo da cidade, projetado e possui 141.500m² com espaços bem fotogênicos e cheios de natureza. Você vai encontrar lagos, muitas árvores, plantas e animais…Pontes, espaço com homenagem e lugares de convivência.

O Parque é um dos pontos mais bacanas da capital, e faz jus ao nome de cidade verde. A entrada é gratuita e vale a pena a visita, aqui abaixo deixei alguns registros do espaço, confere!

Museu de Arte de Goiânia

Museu de Arte de Goiânia

O Museu expõe peças e quadros de arte de artistas locais, exibindo as artes provenientes de Goiânia e de Goianos. A entrada também é gratuita e o legal é que ele fica no mesmo espaço do Bosque dos Buritis, então você pode fazer a visita de ambos no mesmo local!

Museu Pedro Ludovico

Museu Pedro Ludovico

Esse aqui é o museu do fundador da cidade, e o local onde fica era a casa do Pedro Ludovico e sua família. No espaço a guia me contou mais da história da cidade e também do fundador e de sua família.

É bem legal para entender esse contexto de mudança da cidade, fundação e a inspiração arquitetônica de Goiânia – que foi Paris – e o desenvolvimento da nova capital. Ela fica pertinho do Bosque, foi a próxima parada do roteiro.

A entrada é gratuita e funciona de terça a domingo das 9h as 17h. 

Praça do Sol

Praça do Sol

Esse é um dos cartões-postais de Goiânia, e mais um espaço arborizado da cidade verde. Na praça do sol você vai encontrar um espaço de verde, lazer e aos domingos tem uma feirinha de artesanato também! Sem contar o letreiro EU <3 GOIÂNIA, que rende boas fotos 🙂

Mercado Municipal

Mercado Municipal do Goiânia

Goiás tem sabores bem peculiares e diferentes, e uma oportunidade de você provar muitas das iguarias é no Mercado Municipal! Tem boxes com produtos típicos locais para você levar pra casa também. 

Ele funciona de segunda a sexta, e você pode reservar uma horinha para conhecer. Em dias de semana ele funciona até as 18h e fins de semana ele fica aberto até às 12h ~14h.

Beco do Codorna

Beco do Codorna

Beco do Codorna está para Goiânia assim como o Beco do Batman está para São Paulo! O Beco é a entrada para um espaço a céu aberto com várias obras de arte nas paredes. Ali também ficam pubs e bares que garantem o agito.

Feira do Cerrado

Feira do Cerrado

Essa é a maior feira de artesanato do Centro-Oeste do Brasil. São produtos vindos do próprio cerrado, e acontece todo domingo em um espaço aberto. Lá você vai encontrar artesanatos e também deliciosos quitutes, a vibe é super bacana e conta com música ao vivo também.

Parque Flamboyant

Parque Flamboyant

Depois da feira do Cerrado, a próxima parada foi o Parque Flamboyant, o detalhe é que eu fui a pé foram uns 15minutos de caminhada bem tranquila.

O Parque é um dos cartões-postais da cidade e pela movimentação é um dos principais parques da cidade verde. Com lagos, parque e muito verde o lugar é ótimo para curtir com a família e amigos, dá para ficar durante todo o dia já que o local tem uma boa estrutura com banheiros e bancos e tudo mais.

Dá só uma olhada aqui nos registros que fiz lá, as fotos abaixo transmitem um pouco da vibe e graciosidade do lugar.

MAC-GO

Museu de Arte Contemporânea

O Museu de Arte Contemporânea de Goiás com sua arquitetura totalmente diferenciada é quase que uma assinatura do seu autor, o arquiteto Oscar Niemeyer.

O espaço quando eu fui visitar ainda estava fechado, mas estava previsto para reabertura e com propostas de novas exposições. Para ficar por dentro e atualizado, acesse aqui o Insta do oficial do MAC-GO.

Centro Cultural Oscar Niemeyer

Centro Cultural Oscar Niemeyer

Ao visitar o espaço eu fui em um domingo a tarde, me baseando nos horários do Google (Dizia que ficava aberto até as 22h). Mas na verdade o horário que está na internet diz respeito ao espaço aberto onde ficam os centros culturais, na verdade muita gente gosta de ir lá para andar de patins e tudo mais.

Mas esse horário corresponde ao espaço aberto, e não ao Centro Cultural. Pelo oque o vigia me informou, funciona somente em dias de semana. Então para ter mais detalhes e informações fica de olho no insta do Centro Cultural.

Museu do Cerrado

museu do cerrado

Essa parada cultural do roteiro foi a parte que mais gostei, o Museu do Cerrado não é um museu qualquer…É toda uma estrutura de acervo, e também cenários naturais que remontam vários momentos  históricos do Cerrado.

Vale muito a pena a visita, tanto a parte do museu de história natural como os cenários ali estabelecidos: Você vai poder visitar uma Vila da região, uma fazenda, Aldeia índigena e Quilombo.

O Museu pertence a PUC de Goiás, ele está inserido dentro do campus da unidade. O espaço funciona de segunda a sexta, das 8h às 17h e a entrada custa R$20 mas aceitam várias formas de pagamento além do dinheiro físico (cartões de crédito, debito e pix).

Museu Antropológico da UFG

Museu Antropológico da UFG

O museu preserva a cultura material indígena da Região Centro-Oeste do Brasil, surgiu a partir da realização de uma pesquisa no Parque Indígena do Xingu e a partir da iniciativa de professores da intituição ele se tornou realidade.

O lugar é bem antigo, foi inaugurado em 1970 e funciona até os dias de hoje de terça a sexta, das 8h às 18h e a entrada é gratuita!

Catedral Metropolitana de Goiânia

Catedral Metropolitana de Goiânia

A catedral tem uma importância muito grande, é a sede da Arquidiocese de Goiânia, criada pelo Papa Pio XII, em 1956. O estilo da catedral diferenciado se destaca em meio as palmeiras que cercam o entorno.

Museu Zoroastro Artiaga

Museu Zoroastro Artiaga

Este é um museu eclético que reúne exposições sobre o cerrado e o povo indígena. O museu fica no coração de Goiânia, o seu prédio em Art Deco chama atenção na praça central.

O Museu funciona em um horário reduzido (como boa parte dos espaços culturais que visitei na cidade), de terça a sexta das 9h às 17h e a entrada é gratuita.

Praça cívica

Praça cívica da goiânia

A Praça cívica leva o nome do fundador da cidade, o Dr Pedro Ludovico Teixeira. Ali no coração da cidade fica a praça, e o ali fica o centro administrativo da cidade com o Palácio Pedro Ludovico Teixeira, que é o centro administrativo da cidade.

Museu da Imagem e do Som

Museu da Imagem e do Som

Também aqui no centro, localizada na Praça cívica você vai se deparar com o Museu da Imagem e do Som, ele fica em um prédio público onde estão instalados outros órgãos públicos.

Na minha visita não consegui ver nenhuma exposição, por mais que estivesse funcionando, não tinha exposição funcionando e aberta ao público. De entrada gratuita, ele funciona de segunda a sexta das 8h às 18h.

Dicas de Goiânia

Praça do Sol

Pessoal, nessa experiência na cidade e nesse roteiro de o que fazer em Goiânia eu separei algumas dicas da minha experiência na cidade.

  • O sol do cerrado dá o nome: A cidade é bem quente, importante se hidratar e garantir o protetor solar.
  • A cidade verde: Faz jus ao nome, tem muito verde e muitas opções de parques para você conhecer na cidade. Aqui na cidade conheci alguns apenas, os que considerei principais e mais perto também.
  • É uma cidade econômica: eu achei os valores de comida, hospedagem e uber bem realistas.
  • Vale a pena incluir mais cidades na sua trip: Tem cidades próximas como Caldas Novas que você consegue outros destinos bacanas na viagem. No meu caso eu fui para Pirenópolis e Brasília também.
  • No quesito cultural senti falta de museu com mais horários, e funcionando dias de finais de semana também. Afinal quem trabalha em horário comercial fica de fora espaços culturais, alguns que não consegui ver também.
  • Prepare as pernas: Fazer trajetos a pé vai te ajudar a economizar bem, pois alguns dos pontos turísticos ficam mais afastados um do outro e será necessário transporte.
  • Aproveite a noitada: Se é da sua vibe, vai curtir as opções de boates e casas de show da cidade, promete noites animadas.
  • Aos fins de semana, a cidade fica bem vazia: Fiz muitos trajeto a pé como disse, e achei alguns pontos bem desertos em finais de semana (comércio fechado fechado e poucas pessoas na rua.
Espero que essas dicas te ajudem, e se você já esteve na cidade ou é local, me conta suas dicas aqui no comentário do post que vou adorar saber, viu?

Quanto custou a viagem para Goiânia

Agora vamos direto ao ponto, quanto custa viajar para Goiânia por 2 dias? Antes disso é bom contextualizar: Essa foi uma viagem em modo econômico, levei petiscos para comer, andei bastante pela cidade e optei também pela famosa almojanta.

Dito isso, foram R$511 para os 2 dias na cidade incluídos todos os gastos que tive em Goiânia, tanto para chegar lá de ônibus, como para me alimentar, hospedar e transporte. Isso viajando sozinha, então esses gastos foram para uma pessoa mesmo.

Oque eu mais gastei nessa viagem acabou sendo transporte, isso porque como eu disse aqui nas dicas tem muitos pontos longe e precisei usar Uber bastante na viagem, isso porque andei bem à pé pela cidade.

Espero que essa experiência possa ser um parâmetro para você planejar sua viagem para lá também. Caso queira ver os gastos em detalhes, você pode baixar a minha planilha de gastos, é só inserir seu nome e email nos campos abaixo! Você vai receber o arquivo automaticamente no e-mail informado.




O que fazer em Goiânia em 2 dias - Salve no Pinterest!
O que fazer em Goiânia em 2 dias - Salve no Pinterest!

Tags:

Quer mais dicas para planejar sua viagem?

Venha fazer parte da minha lista de e-mail com dicas exclusivas!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Isa
Isa

Eu sou a Isa! Escrevo esse blog com muito carinho, compartilho informações e experiências que mostram que viajar com pouco é possível!

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.