Viajar para Europa: Planejando uma Eurotrip econômica

Viajar para Europa: Planejando uma Eurotrip econômica

Viajar para Europa é o sonho de muita gente, os destinos mais badalados são cenários de filme e de capdas de revista. Além de toda a história  que a Europa foi palco, são vários fatores que fazem desse destino um sonho de consumo.

Bom, em 2018 fiz uma Eurotrip em modo totalmente econômico. Isso porque tudo é mais caro pra gente que ganha em real, então toda é qualquer economia é muito necessária para fazer deste um sonho real.

Para você que está planejando sua viagem para Europa, eu recomendo muita antecedência na sua organização financeira e nos seus roteiros. Principalmente no momento atual de pandemia, onde ainda não podemos viajar. Então aproveite para planejar bastante e acompanhar as mudanças no cenário internacional.

Aqui vão dicas de planejamento para você ir montando a sua viagem para Europa em modo econômico!

Viajando para Europa pela primeira vez

Se você está planejando viajar para Europa pela primeira vez, você vai encontrar muitas novidades no planejamento desse destino. Contando que uma Eurotrip inclui mais de um destino, você vai precisar se organizar e escolher os países que quer conhecer.

E todo esse processo de escolha e organização é crucial para conseguir viajar mais barato. Aqui no blog tem um post com 14 dicas (+planilha de gastos) para uma Eurotrip barata. Nesse post você vai encontrar as dicas que eu queria receber antes de fazer minha viagem, acesse: Primeira Eurotrip: Dicas importantes para você se planejar.

Como organizar meu roteiro e escolher países?

Viajar para Europa

Vamos falar de escolher os países que quer visitar, e para isso é importante você se localizar geograficamente. Saber os países que estão mais próximos, quais tem um custo mais baixo, os que tem atrações gratuitas para oferecer, o idioma mais familiar ao seu…

Ao pensar nessas circunstâncias fica mais fácil entender qual roteiro cabe no seu orçamento. Por exemplo, ao escolher países mais distantes você precisa procurar diferentes formas de transporte. Encontrar o melhor custo x benefício para fazer esses trajetos. Vou falar mais um pouco disso no tópico a seguir.

Como viajar pela Europa?

Viajar para Europa

Depois de escolher os países que você quer visitar, vamos aos transportes que você pode optar para o seu deslocamento.

As opções que usei foram as mais baratas: Ônibus e Cias Low Cost. Foi tudo planejada de maneira mais estratégica, como por exemplo: Destinos mais longe, eu consegui passagem mais baratas de avião como foi o caso de Roma x Paris por R$89. Destinos mais próximos como Inglaterra x Bruxellas eu fiz de ônibus, e além de pagar super barato ainda economizei uma diária de hospedagem.

Geralmente a maneira mais recomendada é justamente o trem, mas eu passei bem longe dessa opção. É muito mais cara, e no meu orçamento ficava inviável um transporte desse.

Para te ajudar a decidir como viajar pela Europa, vou te dizer o macete que eu usei. Eu buscava os destinos no site Check My Bus, neste site você encontra um comparador de preços para vários tipos de transporte: avião, ônibus, trem, carona…

Para escolher a melhor forma de viajar pela Europa em modo econômico, consulte o seu destino nesse site que vai facilitar muito o seu processo de escolha. Já salva essa dica com você!

Como viajar pela Europa gastando pouco

Decidi deixar esse tópico mais detalhado, afinal não foi só uma coisa específica que me fez viajar pela Europa gastando pouco. E quero dar esses detalhes para que você possa reproduzir também.

Use o transporte público local

Pode ser mais cômodo pegar um táxi ou uber para chegar onde quer, principalmente em um país diferente onde você não conhece nada. Mas usar o transporte público ao viajar para Europa é crucial na economia.

São as opções mais baratas de transporte, por isso já vá se familiarizando aos sistemas de transporte dos países que você escolheu visitar. Eu por exemplo adquiri o hábito de baixar o mapa do metrô das cidades que vou conhecer, é só buscar no google e baixar o arquivo em pdf para consultar.

Faça passeios à pé

Esse é um ponto importante para economizar ainda mais. Mesmo que o transporte público seja a opção mais barata, ainda assim ele deixa a nossa viagem mais cara. Vou dar um exemplo para vocês: Em Paris comprei a passagem por 1,50 euros, mas pense que no dia de hoje o Euro está na média dos 6 reais…

Se você multiplicar esse valor, vai ver que no fim das contas pesa bastante. Então seja estratégico, ao fazer um deslocamento procure um lugar que você consiga conhecer mais destinos próximos à pé. Em Roma andamos muito pela cidade, foram dias cansativos mas também muito proveitosos.

O importante é você estar com uma roupa e calçados confortáveis, leve água e também um óculos escuro ou boné. Vai facilitar muito para que você consiga fazer o máximo de passeios andando pela cidade.

Aproveite as entradas gratuitas

Essa é a melhor parte, e eu recorri a essa maravilha porque muitos destinos incríveis como o Coliseu (em Roma) ou Louvre (em Paris) não seriam possíveis de visitar. Somando os outros gastos o orçamento começava a ficar inviável.

Assim eu comecei a procurar as entradas gratuitas desses espaços, e recomendo que você faça o mesmo. A maioria dos museus e centros culturais tem datas específicas oferecendo entrada livre aos seus visitantes.

Cada euro economizado será importante, então não dê bobeira! Já salva essa dica e comece a buscar os lugares gratuitos nas cidades que você vai visitar. Nos meus roteiros, eu deixei especificado os destinos com pontos turísticos grátis.

Faça suas próprias refeições no hostel/casa

Comer fora na minha eurotrip foi quase inviável, em raras as exceções consegui provar algo da comida local. Mas eu fui consciente disso, e se não fosse dessa maneira não daria para viajar.

Portanto nos hostels ou airbnb que ficamos, sempre usamos a cozinha para fazer nossas refeições. No mercado local comprávamos a comida e os lanches, não só para almoçarmos ou jantarmos, mas também para levarmos lanches nos passeios.

Se você planeja uma viagem econômica, alguns esforços precisam ser feitos. E esse vai ser algo estratégico ao viajar para europa.

Aproveite os mercados express para se alimentar

Em várias cidades européias você vai encontrar mercados “express”, o diferencial de alguns desse é oferecer um microondas para que você possa esquentar sua comida.

Você pode comprar refeições no próprio mercado e usar o microondas que eles disponibilizam para você esquentar. Isso tudo é gratuito, e é uma baita facilidade. Mais uma maneira de se alimentar com economia, e comer uma refeição razoável pagando pouco.

Um dos mercados que mais usei foi o Carrefour Express, então já anota esse nome para a sua viagem!

Experimente o Free Walk Tour

Atualmente essa tipo de turismo guiado é um pouco mais difundido no Brasil, mas se você ainda não conhece se trata de uma visita guiada pela cidade sem valor estabelecido de pagamento.

Isso quer dizer que você paga o quanto achar justo pelo passeio realizado. Então após as visitas com o seu guia, você paga (ou não paga) um valor livre que você estipular.

É uma boa opção para quem gosta de passeios históricos pela cidade, mas que geralmente são muito caros. Com o Free Walk Tour você consegue passear e pagar um preço justo e acessível.

Use as fontes d'água gratuitas pela cidade

Em cidades como Roma e Paris usamos muito as fontes de água gratuitas. São fontes de água potável para você beber, e ficam disponíveis em diversos lugares da cidade.

Eu sempre levo uma garrafa de água cheia nos passeios, mas como caminhamos muito nem sempre dá conta. Então, ter uma fonte para encher a minha garrafa proporciona mais economia ainda. Afinal, eu não preciso comprar água por fora.

Evite pagar no cartão

Muitos de vocês podem não saber, mas ao pagar uma conta em uma moeda diferente o custo é maior. Isso porque você paga alguns valores adicionais, o IOF e o valor que você vai acabar perdendo para o câmbio na hora de converter a moeda de: euro>dólar>real.

Então leve o seu dinheiro em espécie, e evite ao máximo o cartão de crédito para não tomar sustos quando voltar de viagem.

Documentos para viajar para Europa

Viajar para Europa

Ao viajar, essa foi uma parte que me deixou mais aflita, perder uma viagem (criteriosamente planejada) seria muito ruim.

Me preocupei em levar não só os documentos obrigatórios, mas também outros documentos que comprovassem o meu vínculo com o Brasil. Vou passar para vocês todos os documentos obrigatórios e também os não-obrigatórios que levei por precaução.

Obrigatórios para viajar para Europa: 

  • Passaporte com mais de 6 meses de validade
  • Seguro viagem
  • Comprovantes de hospedagem
  • Dinheiro (em espécie ou cartão) 
  • Sua passagem de volta
Os não-obrigatórios que também levei:
Minha identidade do Brasil, meu comprovante de residência, certidão de casamento, minha declaração da faculdade(comprovando o meu vínculo como aluna), declaração do imposto de renda e contra-cheques do antigo trabalho do meu esposo.
 
Levei esses itens por precaução como eu já disse, como as revistas e processo de imigração podem ser aleatórios para a escolha de pessoas não quis arriscar.

Viajar para Europa precisa de visto?

Atualmente não é necessário visto para visitar os países do espaço Schengen, porém temos mudanças para o ano que vem. A partir de 2021 ao viajar para Europa você vai precisa de uma autorização online conhecida como ETIAS.

Estes países são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Essa autorização é um formulário online onde você vai precisar informar dados pessoais como:  nome, endereço, email, nível de escolaridade, empresa, se tem parentes na Europa, países que vai visitar na viagem, por onde vai chegar e voltar também.Sem contar um questionário sobre segurança e saúde.

Lembrando que essa permissão pode ou não ser aprovada, você vai submeter seus dados e aguardar a aprovação ou recusa. Para preencher o formulário você pagará 7 euros, e lembrando que menores de 18 e maiores de 70 estão isentos da taxa.

É uma medida de segurança aos países europeus, e que vai criando mais obstáculos ao planejar viajar para Europa. 

Vacinas para viajar para Europa

Viajar para Europa

Até então você não precisa apresentar carteiras de vacinação para entrar em solo europeu. Mas na conjuntura que vivemos, sem dúvidas quando tivermos a vacina contra a COVID19 será o tipo de vacina obrigatória.

Por enquanto ao se planejar, ainda não é necessário se preocupar em providenciar vacinas para sua viagem.

Roupas para viajar para Europa

Eu fui para e Europa no verão, logo minha mala foi muito mais enxuta. Para quem pensa que a Europa só faz frio está muito enganado, passeio muito calor pelas cidades europeias.

Se você vai em períodos de primavera/verão, você não precisará de roupas tão pesadas. Nossas roupas comuns mais alguns casacos mais resistentes serão o suficiente para sua viagem. Para você ter noção, muitos dos passeios eu fiz de chinelo de dedo havainas dado era o calor.

Se você vai em períodos de outono/inverno, aí sim pode se preparar para o frio do continente velho. Em determinadas circunstâncias a temperatura não ajuda muito quando o assunto é passear pela cidade. Isso porque a neve e o frio impedem um passeio comum, por exemplo.

Então, nesses períodos reforce a sua mala com casacos resistentes, luvas, toucas, meias, roupas térmicas, cachecóis… As opções são muitas, e por mais que aqui no Brasil não tenhamos tantas lojas com roupas para frio, eu recomendo que você procure esses itens na loja Declathon. Eles fazem entregas e tem muitas opções de roupas e acessórios de frio.

Viajar para Europa precisa de passaporte?

Já comentei nos tópicos anteriores, mas é importante reforçar: O passaporte é obrigatório ao viajar para Europa. E mais importante de tudo, o seu passaporte precisa ter mais de 6 meses de validade, senão você não consegue ingressar.

Se você ainda não tem o seu passaporte, aqui no blog tem um post completo te ensinando todo o passo a passo para você emitir o seu. Dá uma lida aqui: “Passaporte: Um passo a passo para aprender como tirar o seu”.

Viajar para Europa precisa de Seguro viagem?

Este é mais um quesito obrigatório para sua viagem à Europa, você precisa estar de posse da sua apólice de seguro. Ao ser pedida na imigração você deve apresentá-la, sem esse documento você fica impedido de entrar em solo Europeu.

Eu já fiquei barrada em uma imigração e sei que a sensação é horrível. Você planejou toda a viagem, criou expectativas, sonhou com o roteiro… No fim ser barrado é bem ruim.

Por isso fica o meu conselho para você, leve todos os itens obrigatórios e não dê bobeira. O seguro viagem além de obrigatório é uma questão de saúde mesmo, porque imprevistos acontecem, e ter um seguro viagem nessas horas é crucial.

Se você quer saber mais sobre seguro viagem para viajar para Europa, aqui no blog eu fiz um post completo explicando os detalhes e te ensinando como escolher e comprar o seu. Acesse o post completo aqui.

Chip de internet na Europa

Estar conectado ao viajar para Europa é muito importante, não só porque a internet nos dias atuais é crucial…Mas também porque ao passar por vários países você vai precisar se comunicar nos diferentes idiomas e se virar.

Existem algumas opções para você escolher quando o assunto é chip de internet na Europa. E como estamos falando de uma viagem no modo econômico deixei detalhado os prós e contras de cada tipo de chip que você pode usar, e principalmente os que são mais vantajosos para você adquirir.

Para decidir qual melhor custo benefício de chip de internet na Europa, confere o post completo! Qual chip de internet usar na viagem internacional?

Como e quanto dinheiro levar?

Eu geralmente recomendo que você leve o seu dinheiro em espécie, e por segurança alguma cartão de crédito com um limite bom. No caso do dinheiro eu levo em uma doleira para conseguir deixá-lo guardado em segurança.

A quantidade vai variar dos dias que vai viajar, os países que vai conhecer e as economias que consegue fazer no seu destino. Mas para você não ficar sem um exemplo, vou te falar dos meus gastos na minha viagem em 2018.

Gastei em toda a viagem mais ou menos 5.500 reais, o valor exato você pode baixar na planilha de gastos que está disponível nesse post aqui. Esse valor dividido por 22, que foi a minha quantidade de dias viajando dá R$250 e convertendo para a cotação de 4,35 (que paguei na época) dá 57 euros por dia.

O detalhe é que esse é o valor total da minha viagem, então isso inclui minhas hospedagens, transporte, meu aéreo saindo e voltando do Brasil, alimentação…Absolutamente tudo. O valor exigido mínimo varia de país para país, então para não correr o risco siga a minha instrução incial.

Calcule em média o quanto você vai levar para usar na viagem, leve esse valor todo em espécie. E leve também um cartao de crédito com um limite alto, assim caso peçam comprovação de dinheiro para usar em viagem o cartão e o dinheiro em espécie serão a sua comprovação.

Viajar para Europa - Salve no Pinterest!

Tags:

Quer mais dicas para planejar sua viagem?

Venha fazer parte da minha lista de e-mail com dicas exclusivas!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Isa
Isa

Eu sou a Isa! Escrevo esse blog com muito carinho, compartilho informações e experiências que mostram que viajar com pouco é possível!

    0 Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *